Início » Como pagar as SCUTS
como pagar scuts
como pagar scuts
Motores

Como pagar as SCUTS

0 Partilhas

Como pagar scuts? Quais são as opções?

A rotina diária dos portugueses é habitualmente um corre-corre entre casa, trabalho e muito tempo passado ao volante.

Para descomplicar um pouco as suas viagens, relembramos como pode pagar as SCUTS e evitar as tão inoportunas multas por esquecimento.

As despesas nas SCUTS – abreviatura de “Sem Custo para os Utilizadores” – eram desde 1997 totalmente suportadas pelo estado.

Em 2011 foram introduzidas as portagens eletrónicas – ou, simplesmente, pórticos – fazendo com que os condutores portugueses e utilizadores destas autoestradas fossem novamente obrigados a pagar pela sua circulação (sendo assim o nome “ex-SCUT” mais apropriado).

No entanto pagar as SCUTS não é e não tem de ser uma dor de cabeça!

Pode escolher pagar as suas SCUTS antes, durante ou depois da sua viagem, utilizando o método que mais lhe aprouver, entre CTT, Multibanco e Payshop.

Vamos por partes:

1 – Antes, e através de Pré-pagamento

Optando por este método, o utilizador terá de carregar o seu Dispositivo Eletrónico de Matrícula (DEM) com o valor pretendido, através dos balcões CTT, referência Multibanco ou Agentes Payshop.

Se não tiver ainda um DEM, poderá adquiri-lo num balcão CTT.

Tem ainda duas opções de compra do dispositivo, sendo uma com a identificação do proprietário do veículo e outra sem, ambas com o custo de 32€.

Tem ainda de efetuar carregamentos mínimos iniciais de 10€ no caso de veículos ligeiros, e de 20€ para veículos pesados.

No entanto, um DEM é um dispositivo muito similar ao atual da Via Verde, e portanto se para si faz mais sentido ter um dispositivo que funcione tanto nos pórticos como noutras portagens e parques de estacionamento, e que não esteja associado a uma só matrícula, o próximo método será mais indicado.

2 – Durante, com Via Verde

Se não gosta de muitas complicações, o ideal será adquirir um dispositivo eletrónico Via Verde (neste caso DECP – Dispositivo de uma Entidade de Cobrança de Portagens), coloca-lo no seu para-brisas, e passar pela portagem sem ter de se preocupar com pagar mais tarde ou multas que possam ficar acumuladas.

O dispositivo fica associado à sua conta bancária e através do débito direto nem vai notar que passou num pórtico (pelo menos até ver o seu extrato de conta!), e tem um custo de adesão de 29€.

3 – Após, nas Loja CTT, agentes Payshop ou referência MB

Por outro lado, se não quiser investir em dispositivos eletrónicos, poderá pagar as suas SCUTS em qualquer Loja CTT (ou CTT online), Agente Payshop, e referência Multibanco.

Num agente Payshop, Loja CTT (ou online) pode pagar as SCUTS 48h após a passagem na autoestrada, tendo só de identificar a sua matrícula.

Sendo que a diferença entre os dois, é que num agente Payshop terá de liquidar todas as SCUTS que estiverem acumuladas, e num posto CTT poderá optar pelo o que quer liquidar.

Se lhe for mais fácil deslocar a um multibanco, pode pedir a sua referência MB no site CTT, ou ainda por SMS, enviando um pedido para o número 68881 com o texto «CTTMB Matrícula NIF» (por exemplo, «CTTMB AA-00-00 123456789»), com o custo de de 0,30€ acrescido de IVA à taxa em vigor.

Seja qual for o método que lhe dá mais jeito, não se esqueça de pagar as suas SCUTS! 

O prazo para pagamento é de 5 dias, e após este período de tempo um valor de 0.40€ pode transformar-se em algumas dezenas de euros e num problema que seria facilmente escusado.

0 Partilhas

Sobre o Autor

Sofia Frideloux

Sofia Frideloux