Credito pessoal

Crédito pessoal para pagar dívidas

Crédito pessoal para pagar dívidas
Crédito pessoal para pagar dívidas
2 Partilhas

Crédito pessoal para pagar dívidas

Primeiramente, vamos começar por dar a informação mais importante neste tema. Deverá a todo o custo evitar contratar um crédito pessoal para pagar dívidas.

Pedir um crédito pessoal para pagar dívidas poderá a longo prazo tornar-se num problema superior ao que tinha.

Como tal antes de o fazer saiba que afinal existe, sempre, a possibilidade de renegociar as dívidas que tem.

Para evitar entrar em incumprimento deverá prevenir-se sempre que se encontrar numa das seguintes situações:

  • Alteração economica do agregado familiar
  • Situação de instabilidade no trabalho
  • Aumento do agregado familiar
  • Desemprego
  • Falhas nos seus rendimentos mensais

Mesmo que isso não o impeça de cumprir com as suas obrigações, deverá falar com o seu gestor de conta e expor a sua nova situação.

Ao faze-lo estará a criar uma forma de prevenção de incumprimento de crédito pessoal, em suma terá apoio da entidade em questão.

Deverá também saber que caso a sua situação familiar alterar de tal forma que não possa pagar o valor da mensalidade do crédito, poderá renegociar o seu crédito.

Isto será dependente de uma conversa com o seu gestor de conta, e explicando abertamente a situação dos novos rendimentos familiares, assim poderá ser criado uma nova dinâmica de pagamento.

Ao informar o seu gestor financeiro da possibilidade de incumprimento, poderá fazer os pagamentos normalmente e no caso de atrasar um pagamento, será integrado no âmbito do PERSI (procedimento extrajudicial de regularização de situações de incumprimento).

 

Uma solução diferente para pagar dívidas

Uma vez que o cliente bancário faça parte do âmbito do PERSI ser-lhe-ão dadas inúmeras garantias e direitos.

O PERSI tem como finalidade a obtenção de um acordo entre o cliente e a entidade a quem o montante está em dívida, para que a situação fique regularizada.

A instituição terá que integrar o cliente no PERSI sempre que:

  • O cliente solicite a sua integração
  • A partir do 31º dia e o 60º dia de incumprimento
  • Logo que o cliente bancário, que tenha alertado para um possível risco de incumprimento, se atrase no pagamento da prestação

Uma vez que faça parte do PERSI a instituição financeira não poderá:

  • Resolver o contrato por incumprimento de crédito
  • Agir judicialmente contra o cliente, com vista a recuperar o crédito
  • Ceder/vender/transmitir o crédito a outras entidades

Assim que estiver integrado no âmbito do PERSI deverá apresentar todos os documentos e informações pedidas.

A entidade financeira deverá apresentar possíveis soluções, e o cliente bancário também poderá apresentar alternativas.

 

As normas do PERSI para garantir o pagamento das dívidas

O PERSI pode no entanto ser dissolvido se:

  • O cliente não aceitar a proposta da instituição financeira, ou vice-versa.
  • O cliente entre em insolvência
  • Seja decretado penhora ou arresto sobre os bens do cliente
  • O cliente não disponha de condições para regularizar o incumprimento
  • O cliente aja de forma a que possa colocar em risco as garantias e direitos da instituição, como danificar o imóvel
  • O cliente não colabore na criação de soluções, por exemplo não fornecendo todos os dados solicitados

E extingue-se automaticamente sempre que:

  • Seja feito o pagamento integral do valor em dívida
  • A partir do 91º dia após a integração do cliente, a menos que seja negociado prolongamento
  • Com a criação de um acordo de regularização da situação de incumprimento

Estas soluções poderão ajuda-lo a não entrar em incumprimento de crédito pessoal a nível judicial, e a não contratar um crédito pessoal para pagar dívidas.

 

Crédito Consolidado para pagar dívidas

No entanto se acreditar que a melhor solução para si passa por um crédito pessoal para pagar dívidas, a melhor solução é um crédito consolidado.

Este tipo de crédito serve para juntar os crédito todos num só, poderá até conseguir reduzir as taxas que tem contratadas ao momento.

Um exemplo de crédito consolidado é oferecido pela Cofidis.

Características:

  • Financiamento: 5 000€ até 50 000€
  • Prazo: 24 até 120 meses (de acordo com o valor pedido)

Este crédito pessoal para pagar dívidas, é uma solução, que passa por contrair um crédito no valor total das suas dívidas.

Poderá, desta forma, assegurar uma prestação mais baixa, ou um valor final do crédito mais baixo.

Apesar desta solução ser tentadora visto poder acabar a pagar menos, não deverá cair na tentação de pedir mais dinheiro até a situação estar resolvida.

Mantendo sempre em memória que quanto mais encargos tiver mais difícil será cumprir com todas as obrigações.

Para solicitar um crédito pessoal para pagar dívidas terá que apresentar documentos de todos os créditos em dívida.

Lembre-se de comparar as soluções apresentadas e tentar negociar a melhor para si. Uma vez que só fará sentido contratar um crédito pessoal para pagar dívidas, se este não criar uma situação mais penosa.

2 Partilhas