Crédito pessoal para reformados

Crédito pessoal para reformados
Crédito pessoal para reformados

Crédito pessoal para reformados

Este artigo foi pensado para quem tem dúvidas em como contratar um crédito pessoal para reformados.

Primeiramente devemos saber de que se trata o crédito pessoal.

Este crédito é um tipo de empréstimo ao consumidor com um formato específico.

O crédito pessoal pode ser pedido de duas formas:

  • Finalidade especifica, por exemplo para a saúde
  • Finalidade não especifica, quando não informa explicitamente que fim terá o crédito.

Para pedir um crédito pessoal para reformados deverá seguir os passo habituais de um crédito pessoal.

Deve começar por ter em consideração:

  • O que pretende adquirir, permitir-lhe-á traçar um orçamento
  • O orçamento, desta forma não cometerá deslizes
  • Crédito/os pendentes para resolver. Caso tenha algum processo de incumprimento de crédito esta informação é transmitida à entidade financeira, pelo Banco de Portugal, sendo, eventualmente, um motivo para ver o pedido recusado.
  • FIN (Ficha de informação normalizada), todas as características do crédito estarão presente nesta ficha.

A FIN ser-lhe-à, obrigatoriamente, entregue antes de contratar o crédito.

Com esta ficha poderá, com efeito, comparar quais as melhores soluções de crédito. Ainda que estes documentos sejam da mesma ou de outras instituições financeiras.

Como tal, anteriormente à assinatura de qualquer contrato, deverá primeiramente ler e comparar as fichas informativas.

  • O montante que pedir é fixo, assim sendo não poderá ser aumentado, como no caso dos cartões de crédito
  • O prazo em que pagará o montante em dívida também será fixado inicialmente e não sofrerá oscilações. É portanto um contrato de duração determinada.
  • Modalidade de reembolso, diz respeito a forma como irá pagar o seu crédito pessoal para reformados

Taxas de crédito pessoal para reformados

Poderá ter uma taxa de juro fixa, em que pagará sempre o mesmo valor.

Ou poderá ser uma taxa variável, podendo sofrer oscilações consoante a Euribor, que pode ser revista a 3/6/12 meses, conforme contratado.

  • Por vezes para fazer um crédito pessoal são-lhe pedidas garantias, como fiadores, penhores ou livrança com aval
  • A instituição financeira poderá exigir a contratação de um seguro, para garantir o pagamento em alguma circunstancias
  • É importante saber que, ao contrario de um crédito habitação, nos créditos ao consumidor nunca há lugar ao pagamento de prestação através de hipoteca
  • Deverá ter em atenção ao custo que o crédito terá
  • Se mudar de ideias em relação ao pedido de crédito tem 14 dias para revogar o contrato

No caso de revogação de contrato deverá comunicar à instituição que já não pertende continuar com o contrato de crédito pessoal.

Dispõem, partir do aviso ao banco, de 30 dias para devolver o valor emprestado.

Terá ainda que pagar os juros relativos do tempo em que foi celebrado o contrato até à devolução do dinheiro.

Documentos a entregar para um crédito pessoal para reformados

A documentação é, de facto, a única mudança num crédito pessoal para reformados.
Colocamos na lista abaixo essa informação:

  • Comprovativo de Identificação
  • Comprovativo de morada
  • Comprovativo da pensão

A Agência de Crédito irá ter em consideração os seus rendimentos para a aprovação de crédito.

A sua taxa de esforço nunca deverá ser superiores a 40% do agregado familiar.

Ou seja o somatório de todos os créditos que tenha em dívida, se for o caso de já ter algum crédito, com o novo crédito a contratar, terão que ser até aos 40% do valor dos rendimentos de todo o agregado familiar.

Com toda a certeza ficou com todas as dúvidas esclarecidas, restando agora pedir um crédito pessoal para reformados.