Início » Investimento Raize: o que pode ganhar?
Raize
Raize
Finanças Pessoais

Investimento Raize: o que pode ganhar?

0 Partilhas

Investimento Raize: o que pode ganhar aderindo às plataformas de crowdfounding?

Sabe o que é o investimento Raize e aquilo que pode beneficiar ao aderir a este conceito?

Este artigo vai ajudá-lo a clarificar esta ideia e perceber as vantagens de um possível investimento deste tipo.

Este conceito é interessante, porque permite-lhe amealhar bem mais do que se tiver um depósito a prazo, dadas as taxas praticadas pelos bancos serem tão baixas e rentabilizarem, a médio ou a longo prazo.

Claro que deve contar com um risco, no investimento Raize, o que deve equacionar é se o risco que tem de correr faz sentido e lhe atribui um.

A Raize é uma plataforma portuguesa de crowdfunding de investimento e é uma alternativa aos depósitos bancários clássicos.

Como é uma plataforma que surgiu em Portugal, os financiamentos são feitos a empresas portuguesas o que pode ajudar a dinamizar e resgatar a economia local e nacional.

A forma de funcionamento desta plataforma é simples e os riscos que corre ao optar por investir na Raize estão muito bem explicados, como tal, a acessibilidade e clareza da informação disponibilizada é uma vantagem, à partida.

No fundo, este tipo de plataforma permite que as pequenas empresas possam recorrer a financiamento sem ter de passar pelos processos morosos e burocráticos das entidades bancárias.

A Raize trabalha com empresas portuguesas e é uma forma de investimento na economia nacional.

Há clientes que conseguem ter rendimentos muito superiores, a partir do investimento Raize e têm sido conduzidos a desistir dos seus depósitos a prazo tradicionais.

Estamos a falar de conseguir rendimentos até 22 vezes superiores aos habituais.

Há que considerar que nos depósitos a prazo tradicionais não existe risco assumido enquanto que se fizer investimento Raize há que perceber e informar-se acerca do funcionamento da plataforma, é possível que venha a perder dinheiro.

Quando planeia o seu investimento, deve ter em conta se pode despender do dinheiro implicado.

Se acha que o valor do seu investimento vai causar dificuldades na gestão do orçamento familiar, a curto prazo, para uma compra urgente, provavelmente não deve dar-se ao “luxo” de investir.

A grande parte das suas poupanças (acima dos 80%) deve estar sempre em capital garantido.

Se reservar cerca de 10% do seu orçamento para investir na plataforma de crowdfounding Raize, saiba que pode com essa pequena fatia investida, ganhar muito mais do que aquilo que ganha com todas o restante das suas poupanças em depósito a prazo.

Para utilizar a plataforma Raize, deve ter um smartphone, uma vez que existem aplicações que devem ser instaladas para conseguir aceder e seguir os seus investimentos, de perto.

Vale a pena esse investimento?

Pode, então, ser muito compensador investir na plataforma Raize, mas tenha em conta que o tal “erro calculado” e evite investir montantes que podem fazer-lhe falta para fazer compras urgentes para si ou para a sua família.

Investir pouco de cada vez e avaliar, continuamente, os resultados é muito importante, como acontece aliás em qualquer investimento que é feito sem capital garantido.

Agora surge a questão: e se eu precisar de levantar o dinheiro que tenho investido na plataforma Raize?

Existe essa possibilidade, até porque pode aparecer uma despesa inesperada, algum contratempo que mexa com o orçamento familiar habitual.

Na plataforma Raize basta colocar os seus investimentos em “cessão”. Ao fazer isso, aquilo que investiu fica disponível para compra por outros investidores que utilizam a mesma plataforma.

No fundo o investimento que fazemos, na Plataforma Raize, depende de quem usufrui desse mesmo investimento.

Rapidamente, conseguimos compradores para o financiamento que estamos a conceder, pode acontecer não conseguirmos fazer essa venda por incumprimento de pagamento por parte de quem beneficiou do nosso empréstimo.

O que acontece é que se um utilizador da plataforma não pagar o empréstimo, durante 3 meses, não vai ter hipótese de vender o financiamento ou de rever o seu investimento inicial.

Note que isto pode acontecer, porque na plataforma Raize é difícil controlar o destinatário do nosso financiamento, ou seja, é-nos atribuído automaticamente uma empresa que necessita de apoio financeiro imediato e o nosso dinheiro é canalizado para lá.

Para além disso, pode não conseguir vender o seu investimento de imediato sem perder dinheiro, porque existem prazos para os pagamentos mensais dos financiamentos, por parte das empresas e pode suceder ter de aguardar a data para que o financiamento seja pago.

Vale mesmo a pena lembrar-se que pode fazer um investimento inicial de 1.000€ e só conseguir vender parte desse valor.

O conselho de assumir um risco calculado e com valores que não representam um alicerce no orçamento do seu agregado familiar, surge com clara pertinência.

Alerta: empresas com pagamentos em atraso na Plataforma Raize

Existem empresas que se atrasam nos pagamentos e colocam em risco o montante que nós investimos para o financiamento que necessitaram.

Estes atrasos estão contemplados, na plataforma Raize e é possível a empresa repor o seu pagamento, conforme o desejável para qualquer investidor.

É importante ter consciência que pode acontecer ficar sem o dinheiro que lhe falta receber, caso as empresas falhem com os pagamentos.

Os relatos de pessoas que recorrem à Raize são, no geral, otimistas: a maior parte das empresas cumprem com as suas obrigações e pagam e os valores que são perdidos na minoria que deixa de pagar, acaba por ser menor do que o rendimento dos juros.

Também há utilizadores da Raize que utilizam a plataforma com desconfiança: quando verificam que uma das empresas a quem facilitaram o empréstimo não vai cumprir com os pagamentos acordados, tenta livrar-se o mais rápido possível dos financiamentos, vendendo-os a outros utilizadores e desiste da experiência de crowdfounding com a plataforma Raize.

É uma atitude possível e faz sentido se o cliente tem um perfil que não permite assumir um grande risco sem capital garantido.

Então, assumir um risco, calcular e analisar esse risco e conseguir rendimentos muito superiores àqueles que conseguiria obter se investisse todas as suas poupanças em depósitos a prazo com fundo de capital garantido.

O que parece relevante e de reter é que os cidadãos, em geral, possam ter conhecimento sobre este tipo de plataformas, sobre a sua serventia e sobre o claro benefício financeiro que podem retirar destas experiências.

O que cada um faz com essa informação e com os conselhos que é da sua inteira responsabilidade.

Importa evitar erros óbvios, conhecer bem a plataforma e a forma de funcionamento das aplicações, por exemplo.

Se apostarmos no uso efetivo e eficiente da plataforma Raize, conseguimos gerir o nosso investimento, de forma inteligente e informada.

A oportunidade está aí, pode consultar toda a informação na plataforma e nos alertas sobre a mesma, mas a decisão de usar ou não esta mesma plataforma parte apenas de cada um e a capacidade de analisar o risco do investimento depende do interesse e dedicação à exploração destas novas formas de investimento, novidade por cá.

Fazer render o seu dinheiro: a experiência Raize

Vai perceber que existe uma dinâmica engraçado quando, ao longo do seu quotidiano, vai sendo notificado acerca dos pagamentos que são efetuados pelas empresas a quem cedeu financiamento.

As mesmas mensagens que lembram a urgência do pagamento da conta da água ou da eletricidade não o largam todos os meses, certo?

Utilizando a Raize tem claras chances de vir a receber mensagens sempre que o seu dinheiro é valorizado, através do financiamento cedido a empresas que não podem esperar pelo tempo de resolução de uma entidade bancária ou que estão, por alguma razão, impedidas de fazer um empréstimo, segundo os tramites habituais.

Seria bom se o reverso da moeda também sucedesse, por uma questão de transparência e de honestidade: receber uma notificação no caso da empresa não pagar ou estar atrasada no pagamento.

Para isso, há mesmo que consultar, amiúde, a plataforma e não descurar o acompanhamento do seu investimento.

Um último ponto que pode ajudá-lo se está a pensar fazer o seu investimento na plataforma Raize: Vai ter de alterar a sua declaração de IRS?

Se não equacionar englobar estes investimentos, não tem de fazer qualquer alteração no que diz respeito à forma como preenche o seu IRS.

Se englobar os rendimentos de capital for opção para si, deve preencher no Quadro 4B do Modelo E com o código de rendimentos E20.

Se quer assumir um risco e tem disponibilidade para aprender a organizar-se segundo o conceito das plataformas de crowdfounding, neste caso da Raize, pode evitar que o seu dinheiro esteja parado, enquanto auxilia empresas portuguesas a conseguirem um financiamento que não poderiam obter através de um contrato de concessão de crédito celebrado com as típicas instituições bancárias.

Pense nos prós e contras e pese sempre a percentagem do rendimento familiar que pode investir, assumindo o perfil de risco inerente.

Quem nunca ouvir, uma ou outra vez, o provérbio popular “quem não arrisca não petisca!”?

Faz sentido arriscar e petiscar, após pesquisar e fazer muito bem as suas contas, sobretudo, equacionando a fatia do seu orçamento que pode disponibilizar para abrir horizonte para uma nova experiência. 

0 Partilhas