Valor de um funeral em Portugal, quanto custa?

Valor de um funeral
Valor de um funeral

Nascimento, vida e morte.

É assim o grande ciclo de vida que não pode ser alterado.

Provavelmente já assistiu a uma cerimónia fúnebre de um familiar, amigo ou até mesmo de algum conhecido, mas não sabe ao certo quanto poderá custar todo este processo.

É um tema que não é normalmente abordado pelos cidadãos portugueses, por talvez ser ainda um tema tabu, mas em algum momento da sua vida, poderá ter de tratar deste processo com uma agência funerária.

Neste artigo, esclarecemos todas as dúvidas sobre os custos inerentes de um funeral realizado em Portugal e as soluções de financiamento que existem para esse mesmo efeito.

Além de Portugal ter uma população cada vez mais envelhecida, o surto de casos do novo coronavírus, COVID-19, ameaça o número de óbitos que estão a aumentar gradualmente ao longo dos meses.

É por esta razão que é fundamental escrever sobre um tema tão sensível como o da morte dos nossos entes queridos.

Quanto custa uma cerimónia fúnebre realizada em Portugal?

A resposta para esta pergunta é variável.

Não existe um valor de um funeral que seja fixo em Portugal, uma vez que há vários tipos de cerimónias e por sua vez, as agências funerárias definem o seu preço.

Deste modo, uma cerimónia fúnebre mais simples poderá custar 1700 euros ou se for mais personalizada, poderá ascender os 40 mil euros.

Não é de todo um processo barato.

De forma a ser mais fácil de explicar, apresentamos três exemplos de cerimónias que são efectuados em Portugal:

  1. Uma cerimónia mais acessível, com serviços básicos;
  2. Um serviço mais integral e com extras;
  3. Com cremação.


Observando estes três tipos de cerimónias fúnebres, foi possível elaborar um orçamento para cada uma das opções e ter uma percepção de quais são os valores praticados no mercado.

De acordo com os dados da tabela abaixo, poderá verificar essa informação:

Orçamento para um funeral


Serviço  
Enterro
Cremação
Opção básicaOpção intermédia
Custo de pessoal300€300€300€
Tratamento de burocracia130€130€130€
Caixão565€2.875€790€
Pote62,50€
Cendrário52€
Sepultura85€85€
Direito de cemitério85€85€148,60€
Serviços paroquiais (cerimónia)140€140€140€
Viaturas e transporte fúnebres300€300€300€
Transporte de materiais (velório)16€16€16€
Armações (pano fúnebre, carpete, tocheiro, entre outros)10€10€10€
Arranjos florais95€245€140€
Lençol e lenço para urna30€
Cartões de agradecimento70€ (50 cartões)
Tanatopraxia450€
Total
1.726€

4.736€
Com pote: 2.037,10€
Com cendrário: 2.026,60€

Independentemente do tipo de cerimónia fúnebre que escolher, é importante salientar que haverá sempre determinadas despesas que são inerentemente obrigatórias, tais como:

Taxas de município

Uma espécie de taxas municipais, no qual os custos estão associados ao município, onde irá suceder a cerimónia, que podem variar conforme a localidade em que se realizará o funeral e esses valores podem ser pagos directamente pelo cliente ou assentados com a agência funerária.

Os serviços paroquiais, o direito de cemitério e a sepultura referem-se a alguns desses custos.

Tipo de cerimónia fúnebre

Como já foi possível de se verificar, o tipo de cerimónia pode variar valores, dado que existem diversos serviços extra disponíveis.

A título de exemplo, o valor de uma urna ou de um caixão pode custar entre os 500 euros a 10 mil euros.

 Que tipo de serviços presta uma agência funerária?

A agência funerária apresenta vários serviços que auxiliam na organização de toda a cerimónia, no caso de pretender um arranjo floral mais vistoso na Igreja; o transporte e a utilização de viaturas fúnebre, assim como o aluguer e o transporte de materiais e armações com destino ao velório.

Numa análise em geral, é perceptível depreender o valor de um funeral: é algo muito dispendioso e, quantos mais serviços extra forem requeridos, maior será o seu custo.

É possível ainda solicitar uma reportagem fotográfica ou um vídeo, requerer um serviço de cafeteria ou catering para o velório, publicar um anúncio de óbito no jornal da cidade ou até uma viagem de barco para lançar as cinzas no mar.

Posso pedir um financiamento para um funeral?

O valor de um funeral pode ascender aos milhares de euros, como foi possível de verificar anteriormente.

Por esse motivo, muitas famílias que não possuem posses financeiras para pagar a pronto, procuram créditos rápidos.

É um processo fácil de pedir e de se obter, em que o montante rapidamente fica disponível na conta da pessoa que irá suportar os custos da cerimónia fúnebre.

No exemplo abaixo, será possível comparar as ofertas de mercado disponibilizadas por diferentes instituições financeiras para um crédito rápido que se destina a pagar um funeral com um serviço mais básico, mencionado anteriormente de 1.726 euros.

Custo de financiamento de uma cerimónia fúnebre de 1.726€ a 12 meses

InstituiçõesTAEGPrestação mensalMTIC
Cofidis10,2%151,52€1.818,21€
Puzzle13,2%153,69€1.844,33€
Cetelem13,2%153,74€1.844,83€
Millennium bcp14,9%154,94€1.859,32€
Crédito Agrícola15,5%155,40€1.864,76€

Existe algum subsídio de funeral atribuído pelo Estado?


Talvez não saiba, mas existe realmente um subsídio de funeral para situações de falecimento de algum membro do agregado familiar ou de um amigo.

Trata-se de uma prestação em dinheiro concedida, uma única vez, pela Segurança Social e todos os portugueses têm direito a este subsídio, independentemente da sua classe social ou das contribuições efectuadas para a Segurança Social.

Todavia, este apoio da Segurança Social só poderá ser requisitado se o cidadão falecido tiver sido residente em território nacional, assim como tenha sido beneficiário do regime deste órgão social.

Contudo, é importante de referir que este subsídio não é concedido de forma automática pelo Estado, ou seja, deverá ser solicitado no prazo máximo de três meses, após o pagamento de todas as despesas.

Por um lado, os contribuintes que descontaram para este órgão social, o Estado cumpre o dever de reembolsar 1.286,70 euros para despesas de funeral, no qual corresponde três vezes o valor do Indexante dos Apoios Sociais (IAS).

Por outro lado, na eventualidade da pessoa falecida nunca ter contribuído para a Segurança Social, a família poderá receber apenas 214,93 euros, desde que comprove o pagamento da cerimónia fúnebre.

Em jeito de conclusão, nunca estamos prontos para receber uma notícia relacionada com o falecimento de um membro familiar ou de um amigo próximo, muito menos quando é repentino.

No entanto, é inevitável estarmos presentes em algumas cerimónias fúnebres ao longo da nossa vida.

Deste modo, é importante estar informado sobre os serviços que existem no mercado, assim como os valores de um funeral.