Seguro de crédito pessoal
Seguro de crédito pessoal
Credito pessoal

Seguro de crédito pessoal

0 Partilhas

Seguro de crédito pessoal

Para quê contratar um seguro para o crédito pessoal?

Mesmo que nem sempre seja obrigatório contratar um Seguro de crédito pessoal, faze-lo é a melhor solução.

Ainda que o seguro possa ser mais um peso a acrescentar num crédito, e por vezes ser um peso mensal, pode compensar.

 

O que cobre um seguro de crédito pessoal

O seguro serve para cobrir a despesa no caso de chegar a uma situação imprevista como:

  • Acidente
  • Invalidez
  • Desemprego
  • Morte

Dependendo do seguro para crédito pessoal contratado poderá ter uma cobertura superior em relação aos danos.

Imagine a situação de ser demitido e não ter condições financeiras de pagar o crédito que tem em dívida.

Caso tenha um seguro pode ativa-lo, em alguns casos os seguros pagam a prestação respeitante a seis meses de desemprego. Ao passo que se não tiver um seguro terá que assumir esse custo.

Quanto ao risco de acidente ou invalidez o valor coberto, por norma, diz respeito ao valor em dívida e este é pago à instituição a que deve.

O seguro que deve ser associado ao crédito pessoal é o seguro de vida.

Este cobre as situações de:

  • Morte
  • Invalidez absoluta e definitiva

Assim, sempre que necessário, o seguro irá pagar o valor total em dívida à instituição financeira.

Por outro lado, poderá ficar com uma cobertura superior se associar ao seu seguro um plano de proteção ao crédito, que poderá ativar em caso de:

  • Incapacidade Temporária Absoluta para o Trabalho
  • Desemprego involuntário, para trabalhadores por conta de outrem
  • Hospitalização para trabalhadores por conta própria

É obrigatório contratar um seguro de crédito pessoal?

Muito embora o seguro de vida não seja obrigatório nestes casos, muitas são as entidades que só fazem o empréstimo mediante um seguro.

Poderá, no entanto, contratar um seguro à sua escolha, ou optar pelo seguro que a entidade está a oferecer.

Existem situações em que o valor do seguro é pago na totalidade pelo banco, acrescentando, portanto, este valor ao empréstimo.

Se for o caso e se pagar o empréstimo mais cedo, deverá cancelar o seguro e a seguradora deverá fazer-lhe o estorno do valor pago e que não irá usufruir.

O cancelamento do seguro só poderá acontecer ou no termino do valor em dívida, ou com a troca de seguro.

Caso contrario irá cancelar um seguro que poderá ser uma mais valia no seu dia-a-dia.

Recorde-se que o valor do seguro não tem de ser pago à cabeça, ou seja não tem que pagar o valor total do seguro assim que o contrata.

Quando esta situação acontece este valor, tende a aumentar o valor do empréstimo.

Assim sendo, se pedir um empréstimo de 10 000€ pagos em 3 anos, e tiver pagar o seguro à cabeça, ou seja na sua totalidade imaginemos 1 000€, o crédito passará a ser de 11 000€.

Considerando que os juros são imputados sobre todo o valor total em dívida, ver-se-à a pagar juros sobre o próprio seguro.

Como tal no caso de contratar um Seguro de crédito pessoal, terá vantagens em pagar o prémio mensalmente ou anualmente.

Portanto, mesmo que contrate um seguro para o crédito pessoal à entidade que lhe vai financiar o crédito, lembre-se que o pagamento deverá ser pago no decorrer do prazo de pagamento da dívida, caso contrario o crédito pessoal será mais caro.

0 Partilhas

Sobre o Autor

Pedro Henrique

Pedro Henrique