Início » Taxa de esforço, como calcular?
Taxa de esforço
Taxa de esforço
Credito habitação

Taxa de esforço, como calcular?

8 Partilhas

Taxa de esforço, como calcular?

Houve uma altura em que em conversas de café se ouvia que os bancos concediam empréstimos a qualquer pessoa.

Não interessava se a pessoa tinha capacidade ou não de pagar.

Vivia-se uma altura de crise profunda mundial e muitas famílias viram as suas condições alterar-se e o seu rendimento mensal ficou mais apertado.

Mas, de todo, não podemos aceitar que a afirmação atrás referida é verdade.

Os bancos calculam sempre a taxa de esforço em cada caso para depois decidirem se concedem o crédito pedido ou não.

Mas o que é a taxa de esforço? 

Todas as instituições bancárias pedem aos seus clientes prova da situação familiar dos seus clientes.

Younited Credit Portugal

Pedem recibos de vencimento, pedem comprovativos de IRS e outros documentos que retratem o histórico de consumo do cliente porque precisam destes elementos para calcular a taxa de esforço.

Como calcular a taxa?

A taxa de esforço é então a percentagem do rendimento total do agregado familiar canalizada para o pagamento das prestações de crédito.  

No fundo é o dinheiro que sobra à família para despesas como alimentação, transportes, saúde… após pagarem os seus compromissos mensais com os créditos pedidos.

A taxa de esforço não deve ascender a 33%, que corresponde a um terço do rendimento total da família. 

Despesas como água, luz, gás, telecomunicações não entram no cálculo da taxa de esforço.

Para o cálculo da taxa de esforço entram encargos financeiros com créditos como crédito automóvel, cartão de crédito, entre outros.

O valor da renda, nos casos em que se aplica, entra para o cálculo desta taxa considerando-se assim um encargo financeiro. 

Rendimentos como pensões entram no cálculo.

Todos os rendimentos que sejam alvos de descontos também. 

A fórmula é 

Taxa de esforço = (Encargos financeiros/ Rendimento Líquido Total do Agregado) x 100

Taxa de esforço crédito habitação

O crédito à habitação coloca a taxa, habitualmente, num máximo de 40%.

Porque o crédito à habitação por norma compreende uma dívida mais avultada e costuma ser o “peso mais pesado” das famílias todos os meses.

Esta taxa permite ao banco dar ou não luz verde à aprovação do crédito pedido pelo agregado familiar. 

Younited Credit Portugal

A taxa é assim um meio que os bancos usam para prever o futuro da família que pede o crédito. 

Se por alguma razão, a taxa de algum agregado está muito alta e a tornar-se difícil cumprir com todos os compromissos assumidos, a família deve renegociar o crédito, numa tentativa de baixar a sua taxa de esforço.

Pode ainda optar por consolidar os créditos ou transferir o seu crédito, contudo, é importante analisar se esta é a melhor solução. 

Há famílias que vivem com taxas de esforço muito altas e isso traduz-se em imensas preocupações e dificuldades para enfrentar todos os meses, e se nada for feito podem entrar em incumprimento e comprometer ainda mais a sua vida familiar e financeira.

Procure soluções, faça simulações, desloque-se à entidade bancária, se for este o seu caso e exponha a sua situação para que possa cumprir com os seus compromissos com menos preocupação e desassossego. 

8 Partilhas