Crédito pessoal mais barato
Crédito pessoal mais barato
Credito pessoal

Crédito pessoal mais barato

103 Partilhas

Procura um crédito pessoal mais barato?

Qual é o crédito pessoal mais barato do mercado?

Esta é sem dúvida a primeira pergunta que faz quando pondera em pedir um financiamento deste tipo.

Contudo antes de responder qual o crédito pessoal mais barato, acredito que deverá perceber em que consiste exatamente o crédito pessoal.

O crédito pessoal é um tipo de empréstimo ao consumidor bastante particular. Contendo, dessa forma, características muito próprias, podendo indicar ou não, especificamente, onde gastará o dinheiro.

Poderá usar um crédito pessoal para:

  • Saúde
  • Educação
  • Energias renováveis
  • Locação financeira para equipamento
  • Sem finalidade específica
  • Lar
  • Consolidação
  • Outras finalidades

O Banco de Portugal (BdP) lança a cada trimestre o teto máximo da TAEG (taxa anual de encargos efetiva geral) aplicável ao crédito ao consumidor. Neste momento o crédito pessoal é dividido em duas categorias:

  • Saúde, educação, energias renováveis, locação financeira para equipamento (TAEG máxima 5,9%)
  • Sem finalidade, lar, consolidação, outras finalidades (TAEG máxima 13,2%)

Recorde-se que estes valores são sujeitos a alterações a cada trimestre. Podendo, portanto, deparar-se com informações atualizadas posteriormente no BdP.

Para ter um crédito pessoal mais barato

Como em qualquer situação de crédito deverá ter em consideração alguns fatores:

  • Primeiro deverá ter em atenção se tem alguma questão de crédito pendente para resolver.
  • Uma vez que, se for o caso de ter um crédito em atraso poderá ver o seu pedido ser recusado.
  • Deverá traçar um orçamento antes de pedir qualquer simulação, assim irá limitar o orçamento.
  • Desta forma não vai cair em exageros, e por outro lado saberá que vai ter dinheiro suficiente para os seus projetos
  • O montante que pedir é fixo, assim sendo não poderá ser aumentado, como no caso dos cartões de crédito
  • O prazo em que pagará o montante em dívida também será fixado inicialmente e não sofrerá oscilações
  • Deverá ter em atenção a FIN (Ficha de informação normalizada), todas as características do crédito estarão presente nesta ficha.

A FIN ser-lhe-à obrigatoriamente entregue antes de contratar o crédito.

Com esta ficha poderá comparar quais as melhores soluções de crédito, sejam estas do mesmo banco ou de outras instituições financeiras, o que lhe permitirá conseguir o crédito pessoal mais barato.

O valor que fará toda a diferença para conseguir um crédito pessoal mais barato são as taxas. Estas podem ser:

  • Taxa de juro fixa
  • Taxa variável

Como encontrar um crédito pessoal mais barato

As taxas de juro, como mencionado acima, tem um teto máximo aplicável, no entanto não contam com tetos mínimos.

Além disso a taxa variável é indexada a Euribor.

Ao valor da Euribor ainda é acrescentado o Spread, de momento a Euribor encontra-se a valores negativos, algo vantajoso para o cliente.

Mas poderá subir e tornar-se num custo francamente superior ao previsto, mas o contrário também é possível ou seja baixar ainda mais e aliviar as contas.

Tendo em consideração que não conseguimos especular o valor da taxa Euribor, devemos considerar se o valor da taxa variável justifica a diferença para uma taxa fixa.

Onde comparar os valores de um crédito pessoal

Ora para que possa comparar estes valores, deverá verificar o valor da TAEG e do MTIC (montante total imputado ao consumidor) e verificar qual é o que tem o valor mais baixo.

Claro que no que diz respeito a taxas variáveis, pode haver oscilações, mas este continua a ser o melhor método para comparar créditos no seu estado inicial, e lembre-se que a taxa Euribor é aplicada de forma universal.

Se acreditar que a taxa variável tem uma diferença significativa da taxa fixa, e que a longo prazo será mais benéfico, compare também o valor do Spread, o Spread mais baixo significa uma TAEG mais baixa.

Sempre que opta pela TAEG inferior escolhe o crédito pessoal mais barato, claro que isto acontece se não adicionar nenhum serviço facultativo.

Os serviços facultativos baixam, em regra geral, as taxas mas por vezes o valor total a pagar acaba por ser superior e acabamos por não usufruir desses serviços.

Como tal este é um ponto a ter em atenção antes de contratar serviços extraordinários.

Recorde-se que a TAEG não contém o valor dos serviços, como tal este valor não irá dar a indicação do custo que este terão no seu crédito.

Agora que tem todas as ferramentas necessárias, já pode comparar créditos e contratar o crédito pessoal mais barato do mercado.

103 Partilhas

Sobre o Autor

Pedro Henrique

Pedro Henrique